quinta-feira, 6 de julho de 2006

DISSE DEUS


Mas tu, servo meu, a quem elegi, tu a quem tomei das extremidades da terra e chamei dos seus cantos mais remotos, e a quem disse: Tu és meu servo, eu te escolhi e não te rejeitei, não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel. Abrirei rios nos altos, fontes no meio dos vales; tornarei o deserto em açudes de águas, e a terra seca em mananciais.

Eis aqui o meu servo, a quem sustento; o meu escolhido, em quem a minha alma se compraz; pus sobre ele o meu Espírito, e ele promulgará o direito para os gentios.

Eu, o Senhor, te chamei em justiça, tomar-te-ei pela mão, e te guardarei, e te farei mediador da aliança com o povo, e luz para os gentios; para abrires os olhos aos cegos, para tirares da prisão o cativo e do cárcere os que jazem em trevas.

Mas agora, assim diz o Senhor, que te criou, que te formou: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo nome, tu és meu. Quando passares pelas águas eu serei contigo; quando pelos rios, eles não te subermegirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti. Porque eu sou o Senhor teu Deus.

Você é a minha testemunha, diz o Senhor, o meu servo a quem escolhi; para que saibais e me creais e entendais que sou eu mesmo, e que antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá. Eu, eu sou o Senhor, e fora de mim não há salvador. Ainda antes que houvesse dia, eu era; e nenhum há que possa livrar alguém das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?

Eis que faço cousa nova, que está saindo à luz; porventura não o percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo. Os animais do campo me glorificarão, os chacais e os filhotes de avestruzes; porque porei águas no deserto, e rios no ermo, para dar de beber a ti, que formei para mim, para celebrar o meu louvor.

Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro.

Agora, pois, ouve, meu servo, a quem escolhi. Assim diz o Senhor que te criou e te formou desde o ventre, e que te ajuda: Não temas, servo meu, ó amado, a quem escolhi. Porque derramarei água sobre o sedento e torrentes sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes.

Lembra-te destas coisas, porque és meu servo! Eu te formei, tu és meu servo; não me esquecerei de ti. Desfaço as tuas transgressões como a névoa, e os teus pecados como a nuvem.

Isaías

Enviar um comentário