sábado, 13 de janeiro de 2007

Autenticidade

Pensar em autenticidade é tão complicado quanto enxergá-la

Em dias que a imagem é tão marcante

E o ter o mais importante

Ser já não é relevante


Verdadeiro

Real

Genuíno

Aquilo que se outorga fé

Autor a quem se atribui


Não é fácil

A confusão entre autor e ator vai além do u em questão

Não é apenas uma redução

É uma atuação


Para uma aquisição ou manutenção

Sempre vem a autenticação

Porém é apenas uma negociação

Só aí a enxergamos


Talvez a explicação mais plausível não seja a corrupção

Quem sabe em primeiro venha à desvalorização

Não da moeda, mas do homem


Atrevo me a ir além

A origem desse caos moral

Talvez seja nosso ancestral

Para muitos o macaco, para outros Adão

O fato é – esquecemos do Criador


Como pensar no autêntico longe de sua origem?


Assimilando o pensamento de Schaeffer

Esse é o espírito do anticristo – sua mensagem

Deturpam-se as palavras de Cristo

Calam-se os HAJAS de Gênesis

Exalta-se o acaso, a sorte, a superstição, o sucesso, a vitória, a imagem...

Tudo em detrimento da Verdade


A vaidade reina soberba

O hedonismo é o timão

A que atribuiremos a âncora?

É óbvio que estamos na contra-mão

Enviar um comentário