segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Andando com os irmãos no temor do Senhor

“Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus.
Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor.
E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor com hinos e cânticos espirituais, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo.”
Efésios 5:15-21
Nesta altura da carta, o apóstolo Paulo deixou algumas verdades bem claras que valem à pena serem lembradas.

1. Deus reconciliou consigo todas as coisas por meio Jesus Cristo;
2. Jesus Cristo é Senhor de todas as coisas;
3. A salvação é graça de Deus, por meio da fé em Jesus Cristo e não por obras;
4. O Espírito Santo de Deus é derramado sobre todo aquele que crê em Jesus Cristo, Ele é o penhor (garantia) da nossa salvação;
5. Por meio da obra redentora de Jesus, todo aquele que crê é adotado como filho de Deus;
6. Deus predestinou seu povo para andar em boas obras, na promoção do bem;
7. A Igreja é o corpo de Cristo, por isso mesmo ela é una, santa, católica e apostólica;
8. A unidade da igreja só é possível porque Deus derramou seu amor (ágape);
9. A cada cristão Deus derramou dons para a edificação do corpo de Cristo;
10. O cristão é chamado para ser semelhante a Jesus.

Por tudo isso que acabamos de lembrar, é que o autor nos adverte a ter o máximo de cuidado no modo de viver. Duas opções estão à nossa frente. Ou agir como um tolo, indiferente ao evangelho de Deus anunciado a nós. Ou como um sábio, discernindo os tempos e caminhando em comunhão com o Senhor.

A conseqüência direta dessa nossa opção de vida também são duas. Ou nos tornaremos insensatos, destituído de todo bom senso, vivendo como alguém embriagado pelo álcool, sem controle ou domínio próprio. Ou procuraremos com todo afinco conhecer a vontade do Senhor, pois nada há de mais precioso que encontrar o sentido da vida.

O verdadeiro cristão é aquele que procura uma vida cheia do Espírito Santo, que encontrou na comunhão com Deus o sentido da vida. Esta realidade não se limita há uma experiência transcendente individual, mas também comunitária. Uma vida regada de temor a Deus, completamente imersa nessa dinâmica da redenção da vida e dos relacionamentos, louvando a Deus e sujeitando-se ao próximo, completamente livre da ingratidão.
Enviar um comentário