quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Compromisso com a integridade

Davi fez um compromisso com a integridade. Ele sabia que a única forma de honrar este compromisso era rogando que Deus o socorresse, pois conhecia muito bem a sua própria vulnerabilidade.

A sabedoria deste rei era impressionante. Davi tinha o pleno conhecimento de que comprometer-se com a justiça é a vontade de Deus para todos. Ao mesmo tempo ele sabia que não possuía condições para cumprir esse voto confiando apenas no seu juízo. 

No Salmo 141, Davi nos conta o seu modo de agir para alcançar e manter a integridade. Vejamos algumas de suas firmes resoluções:

  • Não me conformar com a minha pecaminosidade. Reconhecer os meus pecados e buscar força em Deus para abandoná-los, ainda que muitos ao meu redor não se preocupem em praticar o mal.
 “Põe guarda, SENHOR, à minha boca; vigia a porta dos meus lábios. Não permitas que meu coração se incline para o mal, para a prática da perversidade na companhia de homens que são malfeitores; e não coma eu das suas iguarias.” (v.3-4)
  • Não rejeitar a disciplina e a repreensão quando for surpreendido em falta, elas são o caminho da vida. Adquirir prudência e sabedoria através do saudável exercício da admoestação.
 “Fira-me o justo, será isso mercê; repreenda-me, será como óleo sobre a minha cabeça, a qual não há de rejeitá-lo.” (v.5)
  • Vencer a tentação e o conformismo através da disciplina espiritual da oração.
 “Continuarei a orar enquanto os perversos praticam maldade.” (v.5)
  • Perseverar na vida cristã, olhando firmemente para Deus. Ele é o referencial de verdade. NEle encontro qualidade de vida e discernimento para julgar as circunstâncias que a envolve.
 “Pois em ti, SENHOR Deus, estão fitos os meus olhos.” (v.8)
  • Confiar integralmente na fidelidade de Deus.
“Em ti confio; não desampares a minha alma. Guarda-me dos laços que me armaram e das armadilhas dos que praticam iniqüidade.” (v.8-9)

Que a firmeza dessas resoluções de Davi nos inspire e ajude a caminhar firmes e resolutos, comprometidos com a justiça na nossa geração.


Enviar um comentário